Antigo Testamento

Novo Testamento

PERSONAGENS ANÔNIMOS

Artigos E Curiosidades

Lameque, o primeiro homem polígamo descrito na Bíblia

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Antes de falarmos sobre quem foi Lameque, é necessário saber que no livro de Gênesis existem dois personagens diferentes com o nome “Lameque”, um descendente de Caim e outro de Sete.
O nome “Lameque” do hebraico “lemekh” tem seu significado amplamente aceito como sendo “um jovem forte” ou “moço forte”.

Lameque descendente de Caim:

Lameque foi descendente de Caim, filho de Metusael e o primeiro homem polígamo descrito na Bíblia, tendo se casado com Ada e Zilá (Gn 4:18-24).
Lameque teve três filhos com histórias importantes em suas épocas (ao todo acreditasse que tenha sido setenta filhos). Jabal foi o pai dos que habitam em tendas e têm gado, Jubal foi o pai de todos os que tocam harpa e órgão, e Tubalcaim foi mestre de toda obra de cobre e ferro.
No livro de Gênesis (4:23) podemos encontrar o “cântico de Lameque” que basicamente existem 2 tipos de interpretação entre os estudiosos.
  1. A primeira interpretação defende que Lameque cantou para suas esposas, vangloriando-se de ter matado os homens que atentaram contra ele. Essa poesia também é identificada como um tipo de ameaça a quem ousasse fazer algo contra Lameque. Estas palavras provavelmente estavam relacionadas ao fato de que seu filho era inventor de armas de guerra. Logo, Lameque declara uma força superior devido às suas armas, e de certa forma mostra que ele acreditava que não precisava da proteção de Deus, pois poderia se defender sozinho. Essa interpretação é a mais amplamente aceita.
  1. Outra linha de interpretação acredita que a poesia de Lameque contada às suas esposas na verdade seria uma espécie de remorso de sua consciência por ter matado aqueles homens. As frases “porque me feriu” e “porque me pisou”, são utilizadas para alegar que Lameque tenha matado em defesa própria.

Lameque descendente de Sete:


João Calvino descreveu Lameque como “um homem cruel, destituído de todo sentimento humanitário”.
O Lameque descendente de Sete, foi filho de Matusalém e pai de Noé (Gn 5:25-31; 1Cr 1:3), teve um caráter totalmente diferente do outro Lameque. Em Lucas 3:36, ele é citado na genealogia de Jesus Cristo. Lameque viveu 777 anos (Gn 5:25-31).
Lameque era temente a Deus, expressava confiança nas promessas de salvação e tinha esperança que, na pessoa de seu filho Noé, a maldição de Adão seria encerrada (Gn 5:29).
Fonte: estiloadoracao.com

Nenhum comentário

Postar um comentário

Últimas Postagens

Postagens Aleatórias

Postagens Mais Lidas