Antigo Testamento

Novo Testamento

PERSONAGENS ANÔNIMOS

Artigos E Curiosidades

Meribe-Baal, o filho de Jônatas

terça-feira, 14 de junho de 2016

II Sm 9.1-13
 Autocomiseração é um sentimento altamente destrutível. Pode ser facilmente sanado quando detectado. O perigo é que as pessoas não o percebem porque ele é silencioso. Seu volume máximo não passa da altura de um sussurro, mas é extremamente venenoso para nossa alma.
A história de Meribe-Baal pode ser dividida em três fases bem distintas.
A primeira é a fase da realeza. Esta fase foi a mais curta, e durou apenas 5 anos. Desde o seu nascimento como um príncipe, filho de Jonatas, e neto do rei Saul, era herdeiro do trono de Israel. Seu nome significava Combatente contra Baal (I Cr 8:34 e 9:40) . Mas a insensatez de seu avô arruinou toda a sua descendência. Naquele tempo, quando um rei caía, todos os herdeiros eram mortos para que não houvesse o risco de algum descendente reivindicar o trono futuramente. Quando a ama de Meribe-Baal soube da morte de seu pai e avô, quis protegê-lo e fugiu com ele. Sucedeu que na fuga, o menino caiu, fraturou os pés e ficou aleijado. Viveram muitos anos clandestinamente em terras além do Jordão.
A segunda fase foi a da pobreza. Uma mulher, escrava foragida, com uma criança aleijada para cuidar não tinha muita chance de se sustentar. O menino, então, cresceu sob cuidados de um homem chamado Maquir, filho de Amiel.
Há, basicamente, dois motivos principais que alimentam a autocomiseração nas pessoas: o fato de não serem quem gostariam de ser e o fato de não terem aquilo que gostariam de ter. Provavelmente este tipo de pensamento começou a ocupar a mente de Meribe-Baal, que agora mudara de nome, passando a ser chamado de Mefibosete, literalmente Espalhador da Vergonha. Pessoas assim passam os dias lamentando a oportunidade que perderam ou que nunca tiveram, os5 cma mais que gostariam de ter, os olhos azuis que não herdaram da avó, lamentam o cabelo, o nariz, o defeito, ... Não conseguem enxergar mais nada além de seus defeitos e frustrações. Não vêem perspectivas de melhora em sua vida. Não lutam ou desistem facilmente de seus sonhos e projetos. Autocomiseração demonstra INCREDULIDADE de nossa parte. Ficamos desanimados em tempos de muito trabalho e de oposição. Tornamo-nos murmuradores e não conseguimos silenciar nossa alma para ouvir a voz do Senhor e nem confiarem Deus. Demonstramosforte tendência para nos preocupar, amedrontar e lamentar com necessidades, e até pobreza não confiando nas providências divinas. Cisma, dúvida, desconfiança e reservas passam a nos dominar mesmo diante da Palavra de Deus. Passamos a viver descontentes em toda e qualquer situação...
A terceira fase foi a da restauração. Anos depois de ter assumido o trono, Davi se lembra de seu amigo Jonatas e do compromisso de fidelidade que assumira com ele. Decide procurar algum descendente de seu amigo que estivesse ainda vivo e descobre, através de Ziba, um antigo empregado de Saul, que havia Mefibosete, um filho aleijado de Jonatas que moravaem Lo-Debar. Davimanda buscá-lo e, num ato de misericórdia e benevolência, restitui-lhe as terras de seu avô. Não bastando isto, convida-o a morar no seu palácio, dando a honra de comer diariamente à sua mesa. Nesta altura, Ziba, que ficara cuidando das terras de Saul, volta à sua função de servo da família, passando a trabalhar para Mefibosete.
Que sentimentos esta vira-volta em sua vida deveriam proporcionar? Mefibosete sabia que não era merecedor de nada daquilo. Como descendente de Saul, deveria ser morto junto com os homens de sua família, mas ao invés disto, agora come junto à mesa do rei. Nenhum mérito existe em um cão morto, como ele mesmo se definia, mas pela misericórdia de Davi ele permanecia vivo, e pela graça do rei, tinha agora muito mais do que merecia.
Será que isto foi suficiente para transformar, além da vida de Mefibosete, todos os seus sentimentos? Somente aquele que não reconhece o que Deus fez por ele continua alimentando sentimentos de autocomiseração e autopiedade. A misericórdia e a graça de Deus devem transformar nossas vidas. Elas não alteram nosso humor e sentimentos automaticamente, mas quando a compreendemos, mudanças devem acontecer. Esta compreensão deve gerar um profundo sentimento de gratidão que faz com que nossos defeitos e frustrações se tornem insignificantes, quase imperceptíveis até o ponto de desaparecerem de nossa vista.
Pare de se lamentar. Talvez você não seja quem você gostaria de ser ou como gostaria de ser, mas você é assim exatamente porque Deus o fez assim e deve se transformarem quem Elequer que você seja. Ele deve ser o Senhor da sua vida, da sua história. Deus está mais interessado no seu caráter do que na sua aparência e naquilo que você quer aparentar.
Saiba reconhecer o que Deus já fez por você e em você.


Leia mais em: http://www.webartigos.com/artigos/personagens-biblicos-menos-conhecidos/88815/#ixzz4BcDHrrCq

Esse blog já te ajudou de alguma forma?

Constantemente publicamos estudos bíblicos sobre Personagens Bíblicos, de forma gratuita para seu elevo espíritual. Se em algum momento nosso blog já te ajudou, clique no botão abaixo e faça uma doação de qualquer valor! É simples, rápido e seguro. Através de boleto, transferência bancária ou cartão de crédito. Obrigado!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Últimas Postagens

Postagens Aleatórias

Postagens Mais Lidas