Antigo Testamento

Novo Testamento

PERSONAGENS ANÔNIMOS

Artigos E Curiosidades

DEMÉTRIO, QUANDO O AMOR AO DINHEIRO É MAIS FORTE

quarta-feira, 20 de maio de 2015

ATOS 19:8-41 - "Diótrefes ou Demétrio"
Eu não escolho Demétrio por ele ser uma figura importante ou famosa na Bíblia. Na realidade, ele não fez nenhuma coisa boa e não teve sucesso em fazer o mal. Eu escolho ele por ele ser um exemplo de uma prática satânica. Isto é a prática de opor as coisas espirituais para ganhar riquezas do mundo. 

O ministério de Paulo em Éfeso tinha sido bem produtivo. Mesmo tendo oposição, ele teve sucesso em disputar as heresias, e havia ensinado a Palavra de Deus por dois anos e três meses. Além disso, Paulo também havia feito grandes milagres, principalmente os de curar os endemoninhados. Assim como hoje, havia homens que buscaram se engrandecer em usar os nomes de Jesus e Paulo para expulsar os demônios. Assim como hoje, os feitos desses homens eram somente imitações vis e fúteis. Assim como hoje, esta prática perversa era para o detrimento dos praticantes (vv. 13-17). Isto causou os que praticavam artes mágicas (feitiçaria, etc.) a queimar livros de feitiçaria no valor de cinqüenta mil peças de prata. 

A feitiçaria e idolatria andam de mãos dadas e em qualquer lugar que a Palavra de Deus for pregada com eficácia, ambas serão derrotadas. Por isso, Demétrio viu que a sua profissão e ganho estavam em perigo, pois fazia de prata nichos de “Diana, deusa dos Efésios”. Demétrio não se preocupou com a mensagem de Paulo ser verdadeiro ou falso, e sim com o efeito que a mensagem tinha sobre seu ganho material. No entanto, não se focalizou no seu motivo primordial mas na lealdade religiosa que o povo tinha para com Diana. Eles arrebataram dois dos companheiros de Paulo e os trouxeram ao teatro, e a confusão da multidão prevaleceu. Por um espaço de duas horas, o povo repetiu unânime a frase “Grande é a Diana dos efésios.” 

Quando o escrivão da cidade tinha acalmado o povo, falou simplesmente, “Se estes homens tem cometido algum crime, deixe Demétrio os acusar legalmente,” e o povo foi despedido. Este é sempre o caso. Quando o motivo de homens assim como Demétrio é submetido à razão e lógica, ele se desfaz. Dessa forma, a causa de Demétrio é derrotado por seus compatriotas sem sequer uma palavra de defesa do povo de Deus, e eles continuam pregando a Palavra de Deus. 


Autor: Pr Forrest Keener

Nenhum comentário

Postar um comentário

Últimas Postagens

Postagens Aleatórias

Postagens Mais Lidas