Antigo Testamento

Novo Testamento

PERSONAGENS ANÔNIMOS

Artigos E Curiosidades

ELIMAS, O BARJESUS

quarta-feira, 8 de outubro de 2014



(At.13:1-12)

De acordo com Lucas, Elimas era o nome grego de um falso profeta judeu, perito em artes mágicas, que também atendia pelo nome de Barjesus.

A feitiçaria era proibida no judaísmo, mas não era desconhecida. Portanto, esse homem era uma pessoa que estava na escuridão do pecado – e do engano – e não manifestava qualquer intenção de sair de tal condição.

Durante um momento de adoração e jejum, o Senhor comissionou Paulo e Barnabé para uma viagem missionária. Eles partiram de Antioquia, desceram a Selêucia e navegaram para Chipre. Ao chegarem ali, dirigiram-se a Salamina, a maior cidade da região e pregaram o Evangelho nas sinagogas judaicas. Posteriormente, atravessaram a ilha em direção à capital, Pafos.

Chipre era uma província romana. Nomeado pelo senado romano, o governador era oficialmente chamado de procônsul. Na época, quem ocupava esse cargo era um homem chamado Sérgio Paulo.

O governador solicitou um encontro com Paulo e Barnabé, pois desejava ouvir a mensagem que eles pregavam.

Entretanto, Elimas estava na corte e não queria que o procônsul aceitasse a fé cristã. Então, confrontou publicamente os servos de Deus, fazendo de tudo para desacreditá-los perante aquela autoridade.

Com o poder do Espírito Santo, Paulo expôs o mau caráter do feiticeiro e predisse uma punição imediata da parte de Deus. Elimasperdeu a visão naquele mesmo instante!

Aliás, quando repreendeu o opositor, o apóstolo demonstrou grande sabedoria desmascarando o falso profeta conhecido como Barjesus (bar significa “filho de”, em aramaico; Jesus é a forma grega do nome “Josu锓o Senhor salva”, em hebraico).

É como se ele tivesse dito: “Você não é Filho do Senhor que Salva, mas filho do diabo!”.

Não sabemos se Elimas reconheceu seu erro e sua terrível condição espiritual enquanto esteve acometido de cegueira física. Mas, a evidente demonstração do poder de Deus abriu os olhos da fé de Sérgio Paulo, o procônsul.

Quando nos empenhamos em espalhar o Evangelho, não devemos nos surpreender com o surgimento de pessoas querendo impedir nossa missão, fazendo oposição à mensagem. Podemos não ter que confrontar alguém como Paulo o fez (ou talvez sim!). Contudo, devemos confiar que Deus vai assegurar que sua Palavra ganhe audiência.

As oposições mais ferrenhas não são capazes de deter o Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo!

 
ATENÇÃO: É Proibida a Reprodução Parcial ou Total, por qualquer forma ou qualquer meio, eletrônico ou mecânico, incluindo fotocópia, gravação ou qualquer registro informático, sem a Permissão Escrita do Autor.

Fonte: www.prdaniel.com/sermon_executeContent.html?id=144

Nenhum comentário

Postar um comentário

Últimas Postagens

Postagens Aleatórias

Postagens Mais Lidas