Antigo Testamento

Novo Testamento

PERSONAGENS ANÔNIMOS

Artigos E Curiosidades

TERA, O PAI DE ABRÃO

terça-feira, 16 de setembro de 2014



“VIVEU NAOR VINTE E NOVE ANOS E GEROU A TERA.” ( Gênesis 11.24).
Terá era um descendente de Sem, filho de Noé. Sem fora abençoado pelo seu pai por não ter agido como agiu seu irmão Cam quando viu a nudez de Noé.

Tera era, portanto, geração de um homem abençoado por Deus e pelo pai. Quando ele estava com setenta anos gerou a Abrão, cujo nome significa: “pai das alturas”.

Segundo as escrituras, “TOMOU TERA A ABRÃO SEU FILHO, E ALÓ, FILHO DE HARÃ... PARA IR Á TERRA DE CANAÃ, FORAM ATÉ HARÃ, ONDE FICARAM.” ( Gênesis 11.31).

O propósito de Tera era ir com a sua família para a terra de Canaã, contudo não era esse o propósito de Deus! E como está escrito:
“PORQUE OS MEUS PENSAMENTOS NÃO SÃO OS VOSSOS PENSAMENTOS, NEM OS VOSSOS CAMINHOS, OS MEUS CAMINHOS, DIZ O SENHOR,” ( Isaias 55.8).
O pensamento de Tera era de que com sua família iriam andando até chegar á Canaã. Quantos pensamentos devem ter passado pela mente daquele patriarca a respeito do futuro da sua família, e com certeza estava ele incluído nos planos.

Mas estes não eram os caminhos de Deus!
O caminho de Deus para Abrão não passava pela companhia de seu pai até Canaã. Desta maneira, as escrituras registram que “HAVENDO TERA VIVIDO DUZENDOS E CINCO ANOS AO TODO, MORREU EM HARÃ.” (Gênesis 11.32).

Morreu Tera. O patriarca experiente deixara o mundo dos viventes. A família lamenta a perda daquele ente querido, mas ninguém sabe exatamente o que dali para frente iria acontecer.
Deus, todavia, tinha escolhido Abrão para um propósito específico nesta terra e neste projeto Tera não estava incluído. Era necessário que o patriarca morresse para que a vida de Abrão com Deus iniciasse.

Enquanto Tera viveu não há menção de Deus falando com Abrão. Após a morte do pai, agora Deus fala com aquele homem.

“ORA, DISSE O SENHOR A ABRÃO. SAI DA TUA TERRA, DA TUA PARENTELA E DA CASA DE TEU PAI E VAI PARA A TERRA QUE TE MOSTRAREI.” (Gênesis 12.1). E lhe faz promessas.

Quantas vezes pensamos que nossos trajetos na caminhada para a cidade celestial estão incluídos os nossos familiares; quantas vezes pensamos que na chamada de Deus para cada um de nós está incluído alguém da nossa família que tem influência, ou exerce um tipo de liderança.
Meus amados, como nos enganamos!

A vida de Abrão com Deus não poderia desabrochar enquanto Tera vivesse. Não sabemos que tipo de influência tinha aquele pai sobre a vida daquele filho, mas o certo é que somente depois que ele se foi é que Deus falou com Abrão.

Enquanto escrevo estas linhas tenho em mente que alguém que lerá esta postagem está lutando para entender o propósito de Deus para sua vida, porém, há alguém que precisa ser retirado do circuito antes que Deus revele o projeto que está pronto para a sua vida. E escrevo mais ainda: não insista com Deus para segurar essa pessoa na terra; deixe que Ele cumpra o que está determinado no tempo certo e na hora precisa.

Isto não significa dizer que será literalmente um pai biológico, mas com toda certeza é alguma pessoa influente, experiente, com liderança sobre sua vida de alguma maneira ( pode ser até a esposa, ou filho, quem sabe?).

Tudo quanto Deus tinha planejado para Abrão excluía Tera. Somente sem o pai ele poderia deixar tudo para trás e seguir em obediência ao mandado do Senhor. Agora, como líder do seu clã, Abrão edifica o seu primeiro altar em Siquem.

Cada um de nós precisa ter sua experiência pessoal com Deus para que possamos ouvir a Sua voz e conhecer a Sua vontade a nosso respeito.

Não podemos ser dirigidos pela experiência de outra pessoa. Os dias estão extremamente difíceis na terra; o espírito de engano está agindo de modo terrível nas mentes dos crentes. Muitas vezes somos persuadidos a fazer isto ou aquilo por influência de alguém que se apresenta como espiritual, entretanto aquele não era o caminho que Deus havia planejado para nós. Assim, saímos da rota e pagamos a fatura por conta da desobediência.

Não é tempo para ser direcionado por homens sem que antes tenhamos a informação direta do Amigo Espírito Santo acerca do assunto. Muito cuidado para não cairmos na cilada do profeta velho como caiu o homem de Deus ( 1 Reis 13).


E ainda me lembra o Amigo que nem toda pessoa que vem para nós dizendo que tem uma palavra de Deus é sincera, senão vejamos:
“EUDE ENTROU NUMA SALA DE VERÃO, QUE O REI TINHA SÓ PARA SI, ONDE ESTAVA ASSENTADO, E DISSE: TENHO A DIZER-TE UMA PALAVRA DE DEUS... ENTÃO EUDE, ETENDENDO A MÃO ESQUERDA, PUXOU O SEU PUNHAL DO LADO DIREITO E LHO CRAVOU NO VENTRE.” ( Juízes 3.20.21).

Tenhamos cuidado, pois pode acontecer que alguém nos procure dizendo ter uma mensagem de Deus para nós com a intenção de tirar a nossa vida espiritual. Guarde-nos o Senhor!

Portanto, meus amados e queridos irmãos, sejamos sensíveis à voz do Amigo Espírito Santo e não impeçamos o agir de Deus a nosso respeito, ainda que seja retirando de perto de nós alguém a quem amamos, para que o Seu propósito seja cumprido.

O fato de Abrão ter ficado sem o pai não significa dizer que ele foi desamparado, absolutamente. A partir daí ele pode direcionar a sua confiança para o Deus que passou a conhecer.

Seja Deus gracioso para conosco e cumpra em nós todo o Seu desígnio!
Maranata!

Fonte: http://amigadoamigo.blogspot.com.br

Nenhum comentário

Postar um comentário

Últimas Postagens

Postagens Aleatórias

Postagens Mais Lidas