Antigo Testamento

Novo Testamento

PERSONAGENS ANÔNIMOS

Artigos E Curiosidades

MIRIÃ, A IRMÃ DE MOISÉS

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

A grande responsável pela sobrevivência de Moisés, seu irmão mais novo, foi Miriã, que protagonizou outras cenas importantes durante a libertação dos hebreus e sua peregrinação pelo deserto. Depois da travessia do Mar Vermelho, Moisés entoou o cântico da vitória e Miriã, que era profetisa, tomou o tamboril na sua mão e todas as mulheres saíram atrás dela com tamboris e danças e Miriã cantou: “Cantai ao Senhor, porque gloriosamente triunfou; e lançou no mar o cavalo com o seu cavaleiro.” (Êxodo 15:21).

Depois de muitas lutas no deserto Moisés resolveu casar com uma mulher cusita, ou cuchita. O povo cuche, que é descendente de Cam, filho de Noé, viveu onde hoje é a Etiópia e era um povo de pele negra e Moisés casou-se com uma negra cuchita. Arão e Miriã, irmãos de Moisés não acharam uma boa ideia o casamento e se revoltaram contra ele e falaram contra Moisés.

É bom deixar claro que a indignação dos irmãos de Moisés nada tinha a ver com a cor da pele de sua nova esposa, mas com o fato do líder dos hebreus se casar com uma mulher estrangeira, ao invés de procurar casamento entre as filhas de seu povo.

Tudo bem os irmãos não aprovarem o casamento do irmão mais novo, o problema é que eles começaram a falar bobagens e o Senhor ouviu, veja: “Porventura falou o Senhor somente por Moisés? Não falou também por nós? E o Senhor o ouviu.” (Números 12:2). Eles começaram a por em dúvida a posição de líder de Moisés e não foi Moisés quem “se escolheu” para liderar os hebreus, aliás, ele nem queria tal missão. A escolha foi de Deus e Ele ficou muito bravo com Miriã e Arão.

O texto relata que Moisés era um homem muito manso, mais do que todos os homens que havia sobre a terra e foi preciso Deus tomar as dores por ele. Então o Senhor mandou que Moisés, Arão e Miriã saíssem à tenda da congregação, sinal de que Deus tinha alguma coisa a fazer, ou dizer. Os três saíram e o Senhor desceu na coluna de nuvem e se pôs à porta da tenda. Em seguida Deus chamou Arão e Miriã e ambos saíram.

Deus passou um belo pito nos dois e disse que com os profetas Ele se revelava em sonhos e visões, porém com Moisés era diferente, porque com Moisés Ele falava boca a boca, face a face, isso porque Moisés era fiel em toda a Sua casa, veja: “Boca a boca falo com ele, claramente e não por enigmas; pois ele vê a semelhança do Senhor; por que, pois, não tivestes temor de falar contra o meu servo, contra Moisés?” (Números 12:8).

A ira do Senhor se acendeu contra Arão e Miriã e Ele se retirou, a nuvem saiu de sobre a tenda da congregação e quando Arão olhou para Miriã, ela estava leprosa, o texto diz que ela ficou leprosa como a neve. Arão se desesperou e pediu a Moisés: “Ai, senhor meu, não ponhas sobre nós este pecado, pois agimos loucamente, e temos pecado. Ora, não seja ela como um morto, que saindo do ventre de sua mãe, a metade da sua carne já esteja consumida.” (Números 12:11-12).

Moisés clamou ao Senhor, pedindo que curasse Miriã e o Senhor respondeu que ela ficaria leprosa por sete dias e deveria ser fechada fora do arraial. O povo não partiu até se passarem os sete dias e recolherem Miriã, que já estava plenamente curada da lepra, tal como sentenciou o Senhor. Depois os hebreus partiram e se acamparam no deserto de Parã.

A sentença do Senhor só atingiu Miriã? Por que Arão não ficou leproso também? Deus não vê a aparência, Ele julga é o coração e por alguma razão que não podemos imaginar, Miriã mereceu o castigo aplicado e Arão mereceu sofrer a dor de ver sua irmã querida, leprosa como a neve. De quem foi o maior castigo? O de sofrer a doença, ou de ver uma pessoa querida condenada a viver longe do arraial por toda sua vida? Foi Arão quem intercedeu por Miriã junto a Moisés e Moisés clamou a Deus por ela.

O pecado é como a lepra, destrói nossa vida e atinge em cheio nosso relacionamento com Deus e nos afasta Dele. Um leproso nos tempos bíblicos era um morto vivo, que perdia sua casa, seu trabalho, sua família e era obrigado a vagar por lugares distantes das aldeias. Um pecador em estado bruto perde tudo o que tem de mais precioso e vaga por lugares que são os caminhos do diabo e seus demônios.

Só tem uma solução para a lepra do pecado, um único antídoto: Jesus, o Filho de Deus. Somente Jesus tem o poder de nos resgatar de qualquer pecado, do mais cabeludo ao mais careca. Não há vida perdida que não encontre em Jesus um novo destino, um novo coração, uma nova história pessoal. O convite continua em aberto e tem por endereço a sua vida. Venha para Jesus e seja curado de toda a lepra do pecado que tem consumido sua vida. 
Fonte: www.sombradoonipotente.blogspot.com.br

Nenhum comentário

Postar um comentário

Últimas Postagens

Postagens Aleatórias

Postagens Mais Lidas