Antigo Testamento

Novo Testamento

PERSONAGENS ANÔNIMOS

Artigos E Curiosidades

Mardoqueu, o homem que Deus queria que fizesse

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Ester como filha (Ester 2:5-7). Foi um homem sábio, que agiu conforme a direção de Deus.

Ele ficava assentado à porta do rei e ali sabia dos assuntos da cidade. Certa vez, ouviu que dois homens atentaram contra o rei Assuero e avisou Ester, que levou a notícia ao conhecimento do rei, evitando assim a sua morte (Ester 2:21-23).

Porém, Mardoqueu era o único que não se prostrava a Hamã, quando ele passava, o que causou seu furor (Ester 3:1-5). Hamã então fez com que o rei Assuero decidisse matar todos os judeus, para que assim Mardoqueu também fosse morto (Ester 3:7-15).

Mardoqueu (ou Mordecai, dependendo da tradução da Bíblia) foi um judeu que ficou conhecido por criar sua prima
Ester soube da história e se colocou para contar ao rei tudo o que estava acontecendo por causa de Hamã (Ester 4:4-17). Mas, antes disso, Assuero soube que Mardoqueu denunciou dois homens, evitando a sua morte, e se sentiu impelido a honrar a quem o havia defendido (Ester 6:1-3)

A honra na hora certa

Mardoqueu foi um homem que não se prostrou a Hamã, e fez tudo corretamente, porque tinha sua fé estabelecida em Deus. Ele sabia que não podia adorar uma pessoa como se fosse Deus e que não poderia deixar um assassinato acontecer, já que a informação chegou até ele.

Hamã mandou fazer uma forca para matar Mardoqueu (Ester 5:14), mas ele não imaginava que o rei saberia do acontecido e desejaria honrar aquele homem, em vez de desejar a sua morte. Assuero ordenou ao próprio Hamã que preparasse vestes e cavalos de honra para que o povo conhecesse aquele a quem o rei honrava (Ester 6:4-11).

Mas o melhor ainda estava por vir. Depois disso, Ester denuncia Hamã ao rei Assuero, que fica enfurecido e manda enforcá-lo. E isso acontece na forca que ele mesmo havia preparado para Mardoqueu (Ester 7: 1-10).

O que Deus quer

Essa história mostra que, além da honra vir na hora certa, o melhor de Deus recai sobre aquele que se coloca em Sua presença, mais que isso, que O obedece acima de qualquer coisa.

Mardoqueu fez o que era correto e o que estava ao seu alcance para evitar a morte do rei. Além disso, ele não se autopromoveu por causa do que fez, não buscou com suas forças a sua própria honra. Podemos dizer que ele fez o que Deus colocou a ele que fizesse. Por isso pôde viver as recompensas.

Que possamos ser como Mardoqueu: fazer o que Deus quer que façamos, e não conforme o nosso desejo. Somente assim seremos corretamente honrados.

Fonte: www.montesiao.pro.br

Nenhum comentário

Postar um comentário

Últimas Postagens

Postagens Aleatórias

Postagens Mais Lidas